Fundador de grupo terrorista pede que ex-cúmplices se rendam

Argel, 10 fev (EFE).- Hassan Hatab, fundador do Grupo Salafista para a Pregação e o Combate (GSPC) -atual Al Qaeda para o Magreb Islâmico- fez hoje um chamado aos terroristas para que entreguem as armas e se rendam às autoridades.

EFE |

Em mensagem de vídeo divulgada pela emissora de TV "Al Jazira", com sede no Catar, Hatab pede a seus antigos cúmplices que se rendam para se beneficiarem das medidas contempladas na Carta pela Paz e a Reconciliação Nacional do Governo argelino e afirma que a sociedade "está disposta a acolhê-los".

"O que fazem não tem nada a ver com a 'Jihad'. Prejudica o islã e contribui para a propagação da 'fitna' (joio) na nação muçulmana", diz a mensagem.

Hatab, que teve cinco irmãos mortos na 'década negra' na Argélia dos anos 1990, foi condenado diversas vezes à revelia por terrorismo.

Em setembro de 2007, ele se entregou às autoridades argelinas após decidir abandonar as armas, o que foi confirmado um mês depois pelo ministro do Interior, Yazid Zerhouni.

Desde então, ele se encontra em local desconhecido, vigiado pela Polícia argelina. EFE sk/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG