Fundação Clinton publica lista com mais de 200 mil doadores

Nova York, 18 dez (EFE).- De Arábia Saudita, Dubai e Catar até milhares de pessoas, incluindo muitos dos grandes milionários da América Latina, aparecem entre os mais de 200 mil doadores que desde 1997 deram US$ 500 milhões à Fundação Clinton.

EFE |

O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton divulgou hoje uma lista com todos esses doadores, de acordo com o pactuado com Barack Obama, antes que Hillary fosse nomeada secretária de Estado americana.

O acordo estabelecia que a lista deveria ser divulgada antes do final do ano. Conforme acordado, Clinton pôs hoje no site de sua fundação uma longa lista de nomes ordenados em função de suas contribuições - sem detalhar a quantia doada exatamente - e que ocupa 2.922 páginas.

Entre os mais generosos está o Conselho Presidencial da Aids (Copresida) da República Dominicana, um organismo que mantém uma estreita colaboração com a Fundação Clinton há anos e que doou entre US$ 10 e US$ 25 milhões.

Entre os grandes doadores aparecem também os Governos de Arábia Saudita (US$ 10 e US$ 25 milhões), Noruega (US$ 5 e US$ 10 milhões), Kuwait, Catar, Dubai, Brunei e Omã (até US$ 5 milhões), e Itália, Jamaica e China (US$ 1 milhão).

A fundação detalhou que 90% das contribuições são inferiores a US$ 250 e que a doação média é de US$ 45. EFE mgl/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG