Os dois funcionários seqüestrados neste sábado na Somália, um sueco e um dinamarquês, foram liberados, segundo o organismo de Estado Raddningsverket, citado pela agência sueca TT.

pau/fb

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.