Funcionários americanos não vão trabalhar no México em investigações

México, 16 mar (EFE).- O embaixador dos Estados Unidos no México, Carlos Pascual, assegurou hoje que seu Governo vai apoiar a luta contra o crime organizado, mas afirmou que nenhum agente de segurança americano vai trabalhar em território mexicano.

EFE |

"Continuaremos trabalhando conjuntamente contra esta ameaça a nossas comunidades em um espírito de respeito mútuo, mas nenhum oficial das agências da lei dos Estados Unidos vai realizar operações no México", explicou o diplomata em uma visita ao consulado americano em Ciudad Juárez.

Pascual visitou o consulado acompanhado da chanceler mexicana, Patricia Espinosa, para expressar solidariedade aos funcionários da legação, que perdeu dois colaboradores - um casal de americanos - além do marido de uma funcionária mexicana, assassinados no último fim de semana.

Expressando indignação pelos assassinatos, cometidos por membros do crime organizado, Pascual reiterou a decisão de seu Governo de manter o apoio total às autoridades mexicanas para esclarecer os crimes.

O diplomata acrescentou ainda que oficiais de várias agências da lei dos Estados Unidos, federais e locais, "estão apoiando as investigações através de uma coordenação de agências do lado americano da fronteira".

Segundo Pascual, as agências americanas apoiam às autoridades mexicanas, "que têm a jurisdição na investigação" em território mexicano.

O embaixador explicou que a cooperação acontece especialmente "nas cidades fronteiriças, como Ciudad Juárez, nas quais os fortes laços de história, cultura e interesses mútuos unem os povos dos dois países". EFE jrm/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG