Lagos, 27 ago (EFE) - O israelense Ehud Arny, funcionário de uma companhia de construções na Nigéria, foi seqüestrado por um grupo armado em sua residência na principal cidade petrolífera no sul do país, Port Harcourt, informou hoje a Polícia nigeriana.

Arny foi seqüestrado por volta de 22h desta terça-feira (18h de terça em Brasília), disse à imprensa Rita Abbey, porta-voz da Polícia para o estado nigeriano de Rivers, cuja capital é Port Harcourt.

A policial explicou que Arny é o gerente de projetos da firma Gilmore Construction, que tem sua sede em Port Harcourt, e que o motorista do diretor foi detido pelas forças de segurança no marco das investigações para esclarecer o incidente.

Abbey ressaltou que nenhum dos grupos armados que operam na área assumiu a autoria do seqüestro. EFE da/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.