Um funcionário da ONU que trabalhava em um campo para civis deslocados da cidade paquistanesa de Peshawar morreu nesta quinta-feira em uma tentativa de sequestro.

O paquistanês, que trabalhava para o Alto Comissariado para os Refugiados das Nações Unidas (Acnur), foi atingido por tiros e não resistiu aos ferimentos.

Ele trabalhava no campo de Kutchi Gari e foi vítima de uma tentativa de sequestro, durante a qual foi atingido por tiros no peito.

A polícia de Peshawar, capital da violenta região do noroeste do Paquistão onde os confrontos entre as tropas governamentais e os insurgentes talibãs deixaram 1,9 milhão de deslocados, confirmou o incidente.

la-jaf/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.