Fujimori volta para prisão após exame descartar lesão cancerígena

Lima, 13 mar (EFE).- O ex-presidente peruano Alberto Fujimori voltou hoje para a prisão após ter sido submetido a uma série de exames médicos que descartaram uma possível lesão cancerígena no estômago.

EFE |

O congressista Alejandro Aguinaga, médico pessoal de Fujimori, declarou à Agência Efe que o ex-chefe de Estado foi submetido a uma colonoscopia que descartou lesões com características cancerígenas.

Fujimori foi internado ontem no Instituto Nacional de Doenças Neoplásicas depois que, nos últimos dias, apresentou um "intenso problema abdominal", disse Aguinaga.

"Ele teve muitas dores e um quadro de diarréia persistente nos últimos dias. Apesar de ter sido descartada a presença de lesões cancerígenas, foi detectada a presença de divertículos no cólon", destacou.

Os divertículos são uma inflamação do cólon que não requerem um tratamento especial e que, de modo geral, surgem depois dos 50 anos.

Aguinaga disse à Efe que Fujimori também fez uma tomografia e um exame de marcadores tumorais no sangue, cujos resultados ficarão prontos nas próximas horas.

"Nenhuma lesão cancerígena foi encontrada, mas os marcadores tumorais foram feitos para descartar algo, porque não podemos esquecer que ele foi operado de um câncer na língua", lembrou.

No ano passado, o ex-governante foi operado no Instituto Nacional de Doenças Neoplásicas de uma leucoplasia na língua, que seriam lesões pré-cancerígenas que, no caso de Fujimori, foram totalmente eliminadas. EFE dub/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG