Fujimori retorna à prisão após operação, e voltará a ser julgado amanhã

Lima, 10 jun (EFE).- O ex-presidente peruano Alberto Fujimori voltou hoje à prisão, após receber alta no Instituto Nacional de Doenças Neoplásicas (Inen), cujos especialistas o declararam apto para ser julgado amanhã pelas acusações de violações aos direitos humanos.

EFE |

Fujimori abandonou a clínica em uma ambulância escoltada por várias unidades policiais, que se dirigiu à sede da Direção de Operações Especiais da Polícia (Diroes), onde o ex-governante permanece preso desde setembro passado.

O processo judicial foi interrompido na quarta-feira passada para que Fujimori pudesse ser operado de uma leucoplasia na língua.

Amanhã, o chefe do Instituto de Medicina Legal do Peru, Luis Bromley, apresentará um relatório oficial sobre a operação, assim como sua evolução e previsão.

Fujimori responde a processo desde dezembro pelo assassinato de 25 pessoas nos massacres de Barrios Altos (1991) e La Cantuta (1992), além dos seqüestros do jornalista Gustavo Gorriti e do empresário Samuel Dyer, após o "autogolpe de Estado" de 1992. EFE dub/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG