Fujimori receberá alta hoje após ser operado de lesão cancerígena

Lima, 10 jun (EFE) - O ex-presidente peruano Alberto Fujimori (1990-2000) receberá alta hoje dos médicos do Instituto Nacional de Doenças Neoplásicas (Inen) para que seja levado a seu centro de detenção, anunciaram fontes do órgão público. O paciente receberá alta nas próximas horas e provavelmente à tarde (será levado à Direção de Operações Especiais), disse o chefe da área de Cabeça e Pescoço do Inen, Pedro Sánchez, em entrevista à Radio Programas del Perú (RPP), citada pela agência oficial Andina. Sánchez, que liderou a operação à qual Fujimori foi submetido por uma leucoplasia cancerígena, afirmou que a evolução pós-operatória (do ex-governante) foi muito boa, pelo que assegurou que poderá ser reincorporado amanhã ao julgamento contra si por violações aos direitos humanos. O processo judicial foi interrompido na quarta-feira passada para que Fujimori fosse submetido à cirurgia na qual foi retirada a lesão, que se apresenta sob a forma de manchas brancas nas mucosas da língua e no interior da boca. O médico confirmou à RPP que a lesão era cancerígena, mas descartou que este tenha sofrido uma hemorragia pela ruptura de um dos pontos, como tinha informado o médico de cabeceira do ex-presidente, o legislador Alejandro Aguinaga. Também afirmou que, como todo paciente que teve uma neoplasia, (Fujimori) terá controles periódicos permanentes, exames clínicos e o tratamento foi curativo. A lesão era maligna, mas, de acordo com os padrões de tra...

EFE |

Amanhã, o chefe do Instituto Médico Legal (IML), Luis Bromley, deve apresentar um relatório oficial perante a Sala Especial Penal, encarregada do processo, sobre a operação à qual Fujimori foi submetido, assim como sobre sua evolução e previsão.

Fujimori é processado, desde dezembro passado, pelo assassinato de 25 pessoas nos massacres de Barrios Altos (1991) e La Cantuta (1992), além do seqüestro do jornalista Gustavo Gorriti e do empresário Samuel Dyer, após o autogolpe de Estado de 1992. EFE wat/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG