LIMA - O ex-presidente peruano Alberto Fujimori, processado por abusos aos direitos humanos, prepara na cadeia a campanha do seu partido para as eleições gerais de 2011, disseram seus colaboradores na quinta-feira.

AP
Fujimori faz anotações durante seu julgamento
Fujimori, de 60 anos, presidente entre 1990 e 2000, fugiu do país no começo de seu terceiro mandato, acossado por uma série de escândalos.

O jornal Perú.21 publicou na capa uma foto em que Fujimori, em plena audiência judicial da quarta-feira, segura lápis e um papel com anotações e datas das atividades políticas do seu partido.

'O presidente Fujimori é líder do fujimorismo, e portanto é natural que tenha uma participação no grupo, embora limitada, a partir da prisão', disse o deputado Carlos Raffo, um dos colaboradores mais próximos do ex-presidente.

'Isso não é um delito, é um direito, e além disso as sessões do julgamento são tão chatas... O ex-presidente Fujimori quer se ocupar de algo positivo', disse Raffo à Reuters.

Fujimori foi extraditado do Chile em setembro de 2007, depois de passar quase dois anos em prisão domiciliar. Antes, passara cinco anos exilado no Japão, terra de seus pais, e de onde voltou com a intenção de retomar a carreira política.

Leia mais sobre: Fujimori

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.