Fujimori faz 70 anos e pode passar o resto da vida na prisão

Lima, 28 jul (EFE).- O ex-presidente peruano Alberto Fujimori completou hoje 70 anos sem maiores comemorações e recluso em uma prisão policial de Lima, enquanto enfrenta um julgamento que pode levá-lo a passar o resto da vida na prisão.

EFE |

Fujimori está detido desde setembro passado em uma prisão construída na sede da Direção de Operações Especiais (Diroes) da Polícia, no distrito de Ate-Vitarte, ao leste de Lima.

Seu aniversário coincide com a comemoração da independência peruana, mas hoje ao invés de celebrar, ele passou o dia amargando uma condenação de seis anos de prisão, ditada em dezembro do ano passado pela violação do imóvel da esposa de seu ex-assessor Vladimiro Montesinos em 2000.

Na etapa final da instrução oral do processo que acontece por violações dos direitos humanos, um grupo de seus partidários foi na sexta-feira passada às cercanias da Diroes para oferecer ao ex-líder uma serenata à distância.

Em meio a palavras de ordem e lemas a favor de sua inocência, os fujimoristas apoiaram a congressista Keiko Fujimori, filha mais velha do ex-governante, que considerou "incrível" que seu pai esteja na prisão após ter vencido, segundo ela, os grupos terroristas.

Fujimori está sendo processado pelos massacres de Barrios Altos (1991) e La Cantuta (1992), cometidos pelo grupo militar Colina, e pelos seqüestros de um jornalista e um empresário. EFE dub/bm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG