Fujimori dorme bem após ser condenado a 25 anos de prisão

Lima, 8 abr (EFE).- O ex-presidente peruano Alberto Fujimori dormiu bem e acordou tranquilo hoje, após ter sido condenado a 25 anos de prisão por violação aos direitos humanos, afirmou seu médico pessoal.

EFE |

"Ele dormiu bem. Esta manhã amanheceu com pressão arterial normal. A enfermeira me disse que ele está calmo e que descansou bem", disse à agência Efe o médico de cabeceira de Fujimori, Alejandro Aguinaga.

Aguinaga, que também é congressista aliado de Fujimori, acrescentou que o ex-presidente (1990-2000), "é consciente de que, para ele, o melhor juiz é o povo peruano".

Pouco antes, Keiko Sofia, filha de Fujimori, disse à imprensa estrangeira que o ex-presidente é a pessoa "que mais tranquila se manteve durante as últimas horas".

"Sem dúvida a família ainda está com muita dor por esta sentença tão injusta, mas ele está tranquilo; ele é quem sempre transmite muita força e serenidade aos 'fujimoristas' e a sua família", afirmou.

Fujimori foi condenado por responsabilidade nos massacres de 25 pessoas em Barrios Altos (1991) e La Cantuta (1992), assim como no sequestro de um jornalista e um empresário, que o tribunal julgou como crimes de Estado e de lesa-humanidade. EFE watt/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG