Fronteira da Faixa de Gaza permanece fechada durante Páscoa judaica

Gaza, 15 abr (EFE).- Os postos fronteiriços de Israel com a Faixa de Gaza permanecerão fechados ao longo de todo o dia de hoje por causa da celebração da festividade judaica do Pessach (Páscoa), informaram fontes palestinas e israelenses.

EFE |

"Os três cruzamentos - Nahal Oz, Kerem Shalom e Karni - voltarão a ser abertos amanhã para a passagem de combustíveis, gás de cozinha, produtos alimentícios e outros bens de primeira necessidade", disse a jornalistas Raed Fatouh, coordenador palestino dos postos fronteiriços.

Fontes do Exército israelense também confirmaram à Agência Efe que os postos ficarão fechados durante o dia todo.

O Estado judeu mantém um ferrenho bloqueio à Faixa de Gaza desde que o movimento islamita Hamas expulsou as forças leais ao presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, e assumiu o poder na região, em junho de 2007.

Com muitas restrições, Israel permite a entrada de bens básicos e quantidades mínimas de combustível, o que possibilita o funcionamento da única usina de geração de eletricidade da Faixa, na qual residem 1,5 milhão de palestinos.

O Governo israelense condiciona a suspensão do bloqueio à libertação do soldado Gilad Shalit, capturado no verão de 2006 por três milícias palestinas, e o fim dos ataques de foguetes Qassam contra seu território.

A única passagem fronteiriça com o Egito, em Rafah, também está fechada e só é possível entrar ou sair da Faixa em casos humanitários.

Adel Zurob, membro do Hamas no Ministério do Interior de Gaza, assegurou hoje que 700 doentes que precisam de tratamento médico urgente esperam, da mesma forma que outros três mil palestinos, entre eles estudantes que estudam no estrangeiro, a abertura da passagem de Rafah pelo Governo do Cairo. EFE sar-aca/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG