Fritzl se declara culpado de todas as acusações

O austríaco Josef Fritzl, que está sendo julgado por ter mantido a filha Elisabeth Fritzl presa no porão de sua casa por 24 anos - período no qual ele a teria estuprado repetidas vezes - se declarou culpado de todas as acusações feitas contra ele, no terceiro dia de seu julgamento em Sankt P¶lten, na Áustria. Fritzl era acusado de assassinato, coerção, prática de escravidão, incesto, estupro e cárcere privado.

BBC Brasil |

No início do julagamento, o réu havia se declarado inocente das acusações de assassinato e prática de escravidão. O assassinato poderia ser punido com prisão perpétua.

Se fosse condenado pelos outros crimes, Fritzl poderia passar até 15 anos na prisão.

AP

Fritzl é acompanhado por diversos policiais ao chegar ao tribunal

Elisabeth deu à luz sete filhos durante o período em que viveu trancada no porão de sua casa. O caso veio à tona em abril do ano passado, quando uma das filhas de Elisabeth ficou profundamente doente e teve que ser levada para um hospital.

Josef Fritzl foi preso pouco depois.

Leia também:

Leia mais sobre: Josef Fritzl

    Leia tudo sobre: josef fritzl

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG