O austríaco Josef Fritzl chegou ao tribunal na cidade de Saint Poelten nesta quinta-feira sem cobrir o rosto, como havia feito no início de seu julgamento.


Fritzl se declarou culpado das acusações que incluem assassinato e estupro. Ele manteve a filha Elizabeth trancada em um porão durante 24 anos e teve sete filhos com ela.

O julgamento durou quatro dias e o veredicto é esperado para a tarde desta quinta-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.