Frio pode devolver disputa de patinação no gelo a pântano inglês

Por Paul Casciato BURY FEN, Grã-Bretanha (Reuters Life!) - É frio. É rápido. É uma das mais raras honras na patinação de velocidade ao ar livre, e pode acontecer neste ano pela primeira vez em mais de uma década... se o tempo permitir.

Reuters |

Uma prolongada onda de frio no sul da Inglaterra gera a esperança de que o campeonato amador de patinação de velocidade aconteça neste ano no pântano ao sul da cidade de Cambridge.

A Copa do Rei Edward é parte de uma tradição que remonta ao século 17, mas foi disputada pela última vez em 1997 porque precisa ser realizada ao ar livre nos condados do leste do país, onde o clima mais ameno torna o gelo cada vez mais raro.

As terras pantanosas drenadas para a agricultura no século 17 perto de Cambridge, chamada de "fens," são o terreno tradicional para os patinadores de velocidade britânicos, e no fim de semana ficaram suficientemente congeladas para receber corridas preliminares.

"Estamos rezando toda noite, fazendo sessões espíritas, o que for necessário," disse à Reuters o agricultor Malcolm Robinson, presidente do comitê de corridas de patinação nos "fens."

Ele e seus colegas do comitê - cercados por dezenas de patinadores, pilotos de trenó, jogadores de hóquei e curiosos - foram a Bury Fen verificar se o gelo era adequado para um campeonato nos próximos dias.

O comitê tem de garantir a segurança do gelo e notificar a intenção de realizar o campeonato com três dias de antecedência.

Fã da patinação de velocidade, David Smith, morador da vizinha Sutton e vencedor da prova de sábado, disse que esse local é o lar tradicional e espiritual da patinação de velocidade britânica.

"Os jogadores de futebol consideram Wembley sua Meca, os jogadores de rúgbi têm Twickenham, e para os patinadores de velocidade é Bury Fen," disse ele à Reuters sobre seus patins, ao lado de uma pista marcada no gelo com lascas de madeira.

A patinação de velocidade chegou à região dos "fens" levada por engenheiros holandeses contratados para transformar um terreno hostil e pantanoso - que já havia frustrado os romanos e abrigado os rebeldes saxões contra os normandos - em uma zona fértil.

Quando a moda pegou, a população começou a organizar corridas ao ar livre, primeiro localmente, depois em nível nacional.

"Temos taças suficientes para realizar corridas nas próximas três semanas," disse Robinson.

Na segunda metade da era vitoriana, a patinação britânica de velocidade passou a ser dominada por nomes famosos oriundos dos "fens," como William "Turkey" Smart e seu grande rival William "Gutta Percha" See.

A Associação Nacional de Patinação no Gelo foi originalmente formada em Cambridge em 1879, e em 1905 o rei Edward 7o. ofereceu uma taça de campeão amador da Grã-Bretanha a Albert Tebbitt, declarando que a corrida deveria sempre acontecer ao ar livre e nos condados do leste.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG