Frio e neve causam mortes e transtornos na Europa

O frio e a neve levaram a mais dificuldades na Europa nesta quinta-feira, provocando mortes e paralisações de aeroportos em diversos países. Pelo menos nove sem-teto alemães com idades entre 42 e 62 anos morreram congelados.

BBC Brasil |


Em várias regiões do país, as temperaturas ficaram abaixo de 10º C negativos, segundo o site de notícias Deutsche Welle. Na Polônia, os mortos pela onda de frio já teriam chegado a 122.

Voos tiveram de ser cancelados ou atrasados em aeroportos de Paris, na França, Dublin, na Irlanda, e Amsterdã, na Holanda.

Na Grã-Bretanha, centenas de escolas continuaram fechadas nesta quinta-feira, e já foram emitidos dois alertas de níveis baixos nos estoques de gás, usado no aquecimento das casas.

AFP
Mulher passa por carros cobertos de neve em Denholm, na Escócia

Mulher passa por carros cobertos de neve em Denholm, na Escócia

O Eurostar, trem que liga a Grã-Bretanha à Europa continental, também teve de ficar parado por duas horas no túnel sob o Canal da Mancha, antes de seguir viagem.

Outras quatro composições tiveram de ser canceladas, de acordo com um porta-voz da empresa. No mês passado, o Eurostar foi suspenso por três dias, depois de várias falhas em trens que atravessavam o túnel.

Caos

A Alemanha é um dos países mais afetados pela onda de frio. Os estoques do sal usado para derreter gelo e neve nas ruas estão chegando ao fim em diversas regiões.

Na região da Renânia do Norte-Vestfália, dois descarilamentos de trem nos últimos dois dias causaram atrasos no sistema ferroviário e cancelamentos.

Na Irlanda, estradas nos arredores da capital, Dublin, estão congeladas e centenas de escolas irlandesas permanecem fechadas, de acordo com o diário Irish Times.

As nevascas também provocaram enormes engarrafamentos nas proximidades de Amsterdã e Haarlem, na Holanda. O sistema de transportes praticamente parou, com poucos ônibus nas ruas.

O frio e o gelo também causam transtornos ao transporte de mercadorias em cidades francesas às margens do Canal da Mancha. Grande parte da França está sob a neve, que atingiu até cidades do sul, como Bordeaux.

As temperaturas mais baixas estão sendo registradas na região da Escandinávia. No extremo norte da Suécia teria sido registrado o novo recorde de - 40,8º C na cidade de Hemavan, na madrugada de quarta para quinta-feira.

Leia mais sobre nevasca

    Leia tudo sobre: europanevascaneve

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG