Paloma castiga sudeste de Cuba - Mundo - iG" /

Frente de ventos do ciclone Paloma castiga sudeste de Cuba

Havana, 8 nov (EFE).- A frente de ventos com força de furacão do ciclone Paloma já está castigando o sudeste de Cuba, embora seu olho demorará ainda algumas horas para tocar terra esta noite, informaram fontes oficiais.

EFE |

"Paloma" mantém ventos máximos sustentados de 220 km/h, por isso que continua sendo um "perigoso" ciclone de categoria quatro na escala Saffir-Simpson de cinco, informou o Instituto de Meteorologia da ilha.

O chefe de previsões do Instituto, José Rubiera, anunciou pouco depois das 18h (21h de Brasília) que o furacão estava nesse momento a cerca de 25 quilômetros do porto de Santa Cruz do Sul, na província de Camagüey.

Acrescentou que o olho do "Paloma" está perdendo nitidez, o que qualificou de "sinal de enfraquecimento", mas que continua sendo muito perigoso.

No litoral sul de Camagüey o mar já penetrou em alguns lugares um quilômetro terra dentro.

A chegada do "Paloma" à maior ilha das Antilhas se antecipou várias horas ao previsto inicialmente. EFE am/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG