Fraude milionária em financeira gera detenção de 9 na Colômbia

Bogotá, 28 nov (EFE).- A Procuradoria colombiana deteve nove supostos responsáveis por uma rede que roubou mais de 50 bilhões de pesos (US$ 21,51 milhões) de uma financeira em Bogotá, informaram hoje fontes da entidade judicial.

EFE |

Os detidos são dois diretores e um ex-diretor da firma, além de quatro outros envolvidos que, em conjunto, foram processados por, entre outras acusações, enriquecimento ilícito e fraude.

Em comunicado, a Procuradoria Geral explicou que os dois empregados da financeira, que é uma capitalizadora do Grupo Bolívar, fraudaram a companhia com o pagamento de supostos sorteios de títulos a poupadores da mesma entidade.

A operação fraudulenta começou em 1993 e os diretores que a montaram entraram em contato com uma mulher para que "escolhesse pessoas que fingissem ser ganhadoras dos sorteios".

Essas pessoas recebiam 5 milhões de pesos (US$ 2.151,37) por aparecer como ganhadores de sorteios com prêmios em quantias de até 2 bilhões de pesos (US$ 860.548), segundo a entidade financeira.

Ao receber o equivalente a US$ 2.151,37, os supostos ganhadores "assinavam um título em branco e, com o documento, os integrantes do grupo cobravam os prêmios da entidade".

As nove pessoas foram detidas na quinta-feira em suas residências, em Bogotá e na localidade vizinha de Cota. EFE jgh/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG