Francesa que passou Aids para seu marido é condenada a cinco anos de prisão

A justiça francesa condenou nesta quarta-feira a cinco anos de prisão com direito a sursis uma mulher acusada de ter deliberadamente transmitido o vírus da Aids a seu marido.

AFP |

Christelle Grard, 39 anos, podia ser condenada a 15 anos de prisão. Seu agora ex-marido, Vincent Thellier, 36 anos, prestou queixa em 2002.

"Christelle Grard manteve relações sexuais sem camisinha com Thellier, com quem ia se casar. Ela sabia que era portadora do vírus da Aids desde 1991, e escondeu deliberadamente sua doença", declarou a procuradora-geral do tribunal de Orleans, Jocelyne Amouroux.

Christelle e Vincent se conheceram em 1995 e se casaram em abril de 1997, depois de terem tido um filho. O marido, militar, afirmou ter descoberto que estava com Aids em agosto de 1997, depois de voltar de uma missão nos Camarões.

O filho do casal, hoje com 11 anos, não foi infectado pela doença.

Christelle Grard, que pesa 35 kg, pensa ter sido contaminada durante uma transfusão de sangue.

bd/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG