França vai permitir residência de estrangeiros investidores ou empregadores

A França concederá permissão de residência aos estrangeiros que façam uma contribuição econômica excepcional, como a criação ou preservação de pelo menos 50 empregos, ou invistam pelo menos 10 milhões de euros (14 milhões de dólares), segundo um decreto oficial publicado nesta terça-feira.

AFP |

"O solicitante de uma nova permissão de residência deve criar ou salvaguardar, ou comprometer-se a criar ou salvaguardar, pelo menos 50 empregos no território francês ou efetuar ou comprometer-se a efetuar no território francês um investimento de pelo menos 10 milhões de euros", afirma o decreto publicado no Diário Oficial.

"Será considerado como aquele que aporta uma contribuição econômica excepcional na França o estrangeiro que, pessoalmente ou por meio de uma empresa que dirija ou na qual tenha o controle de pelo menos 30% do capital, reúna uma das duas condições", completa o decreto.

No que diz respeito à imigração, o primeiro-ministro francês, François Fillon, confirmou na segunda-feira que a polêmica lei sobre a exigência de testes de DNA para autorizar o reagrupamento familiar não será aplicada no momento.

ggy/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG