PARIS - Os seis militares franceses que desapareceram no sábado na queda do helicóptero em que estavam no litoral do Gabão (África) ainda não foram encontrados, confirmaram neste domingo fontes militares em Paris.

Dos dez ocupantes do aparelho, dois morreram, um ficou levemente ferido e outro foi resgatado ileso, segundo o último balanço.

O ministro de Defesa da França, Hervé Morin, viaja hoje ao país africano para coordenar as operações de resgate e tentar esclarecer as causas do acidente.

No momento da queda, que aconteceu pouco após a decolagem, o helicóptero participava de exercícios com militares do Gabão.

Assim que soube do acidente, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, pediu que "todos os recursos disponíveis" na região fossem mobilizados para o resgate dos militares, segundo um comunicado divulgado pelo Palácio do Eliseu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.