Viena, 17 jul (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores da França e atual presidente do Conselho Europeu, Bernard Kouchner, se mostrou hoje pouco otimista em relação às conversas multilaterais sobre o programa nuclear iraniano que acontecerão sábado, em Genebra.

"Tenho grandes esperanças depositadas nessa reunião, mas tenho poucas expectativas", disse Kouchner à imprensa em Viena, onde se reuniu com sua colega austríaca, Ursula Plassnik.

Do encontro de sábado, que pela primeira vez vai ter um alto representante dos Estados Unidos - o número três do Departamento de Estado americano, William Burns -, participarão: o negociar nuclear iraniano, Saeed Jalili; o alto representante de Política Externa e Segurança Comum da União Européia (UE), Javier Solana; e enviados de Alemanha, China, França e Reino Unido.

NA reunião, as partes tentarão aproximar posições e estabelecer bases para uma negociação sobre o polêmico programa nuclear iraniano.

A presença dos EUA, que evidencia uma mudança de atitude de Washington em relação a Teerã, "não é apenas uma boa iniciativa, é interessante, uma nova atitude, uma vantagem adicional, sem dúvida", disse Kouchner.

Há algumas semanas, os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU e a Alemanha apresentaram um novo pacote de incentivos comerciais e tecnológicos ao Irã, em troca da suspensção de parte de seu projeto atômico.

No sábado, Jalili deverá apresentar a resposta oficial de seu Governo a essa proposta. EFE jk/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.