França inicia missão para chegar a reféns das Farc

A presidência francesa anunciou hoje o início de uma missão conjunta da França, da Espanha e da Suíça para chegar a reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). O presidente da França, Nicolas Sarkozy, informou ontem que enviaria uma missão humanitária à Colômbia, sem fornecer detalhes.

Agência Estado |

A missão tem como objetivo primordial dar cuidados médicos urgentes e tentará chegar até Ingrid Betancourt, ex-candidata presidencial e que também possui cidadania francesa.

Lorenzo Delloye, filho de Ingrid, disse hoje que sua mãe precisa de uma transfusão de sangue e de tratamento médico com urgência. Ingrid é refém das Farc há mais de seis anos. Em entrevista concedida em Paris, onde vive, Delloye afirmou que sua mãe sofre de hepatite B e tem uma doença de pele. Segundo ele, a saúde de Ingrid piorou após uma greve de fome realizada por ela desde fevereiro.

Delloye afirmou que suas informações sobre a saúde de sua mãe vinham de um ex-refém das Farc, Luciano Pérez. Também disse que Pérez ficou boa parte de seu cativeiro em companhia de Ingrid, mas não deu detalhes, como a data do último contato entre os dois.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG