França indenizará vítimas de testes nucleares

O governo francês apresentou nesta terça-feira um plano de indenização das pessoas que tiveram a saúde afetada pelos testes nucleares realizados pela França de 1960 a 1996, para o qual prevê uma primeira cota de 10 milhões de euros (13 milhões de dólares).

AFP |

Para o ministro da Defesa Hervé Morin, que apresentou as linhas gerais do projeto de lei que deve ser entregue antes do fim do primeiro semestre ao Parlamento, o dispostivo é justo e rigoroso e se baseia numa vontade de transparência total.

As indenizações dizem respeito aos 150.000 trabalhadores civis e militares que participaram nos testes, entre 1960 e 1996, no Saara antes da independência da Argélia em 1962 e depois na Polinésia Francesa.

Os casos serão examinados por um comitê de especialistas presidido por um magistrado que deverá emitir uma proposta num prazo de seis meses.

As 18 enfermidades que serão reconhecidas são as mesmas que as de uma lista estabelecida pelas Nações Unidas, entre elas a leucemia, o câncer de mama e o de tireóides.

ha/jo/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG