A polícia francesa fechou neste domingo um abrigo improvisado para imigrantes ilegais na cidade de Calais, no norte da França, 24 horas depois de aberto. O armazém no porto, com 600 metros quadrados, estava sendo usado por cerca de cem imigrantes, a maioria proveniente do Afeganistão e do Iraque.

As instalações haviam sido alugadas pela ONG "Sem Fronteiras", e transformadas em abrigo em desafio à proibição francesa de dar auxílio a imigrantes ilegais.

Muitos migrantes usam Calais como ponto de partida para tentar entrar na Grã-Bretanha, cruzando o Canal da Mancha.

Em setembro, a França fechou um acampamento de migrantes em Calais, conhecido como "A Selva".

A iniciativa foi criticada por grupos de defesa dos direitos humanos, que alegam que vários dos seus ocupantes deveriam ser tratados como refugiados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.