O presidente francês, Nicolas Sarkozy, reafirmou, nesta quarta-feira à noite, que seu país está disposto a receber os membros das Farc que renunciarem à luta armada, em declarações após a libertação de Ingrid Betancourt e de outros 14 reféns.

"A França está disposta a acolher todos os que aceitarem renunciar à luta armada e a tomar inocentes como reféns", declarou Sarkozy à imprensa.

npk-ms/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.