França espera que Irã libere Clothilde Reiss até segunda-feira

A francesa Clotilde Reiss, detida no Irã desde 1º de julho por ter participado em manifestações pós-eleitorais, pode ser liberada domingo à noite ou segunda-feira, disse o ministro francês das Relações Exteriores, Bernard Kouchner.

AFP |

"Ela não foi liberada ainda. Espero que seja liberada hoje (domingo), mas pode ser amanhã, tenho esperança", declarou Kouchner à rede de televisão France 2.

A universitária, de 24 anos, que dava aulas de francês na unidades de Ispahan (340 km ao sul de Teerã), é acusada de ter participado das manifestações pós-eleitorais, que mantiveram no poder o presidente ultraconservador Mahmud Ahmadinejad, em de 12 de junho, segundo a justiça iraniana.

hr/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG