França envia avião ao Haiti para trazer crianças adotadas

Primeiro grupo de 318 crianças órfãs será adotado por famílias francesas. Futuros pais viajam na aeronave

AFP |

Partiu da França nesta terça-feira com destino ao Haiti o avião que transportará um primeiro grupo de crianças adotadas por famílias francesas, que abrigarão no total mais de 300 menores que perderam os pais no devastador terremoto de janeiro, indicou o ministério francês das Relações Exteriores.

"Um avião fretado pelo ministério das Relações Exteriores e Europeias deixou Paris na manhã desta terça-feira rumo a Porto Príncipe para levar até a França um primeiro grupo de crianças haitianas em processo de adoção por famílias francesas", explica um comunicado oficial.

Getty Images
Crianças brincam com lixo em Porto Príncipe, capital do Haiti (novembro de 2010)
A bordo da aeronave viajam os pais adotivos dos pequenos, além de uma equipe da chancelaria francesa e uma equipe médica. Um segundo voo está previsto para quinta-feira. A operação levará ao todo 318 crianças haitianas, que viajarão com uma autorização consular de caráter excepcional, já que é impossível obter um passaporte no Haiti por motivos logísticos.

A autorização consular foi resultado de um acordo bilateral entre a França e o Haiti após o terremoto de janeiro, que matou 250.000 pessoas. Outros países, como Estados Unidos e Espanha, também decidiram acelerar os trâmites para a adoção de crianças haitianas.

A ministra francesa das Relações Exteriores, Michele Alliot Marie, disse no sábado que a operação conta com o apoio das autoridades haitianas e da Missão das Nações Unidas no Haiti (MINUSTAH).

Cerca de mil crianças haitianas estavam em processo de adoção antes do terremoto. Desde então, 700 já deixaram o país para viver com suas novas famílias.

    Leia tudo sobre: FrançaHaitiadoção

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG