França engrossa críticas a ampliação de colônias judaicas

Paris, 10 mar (EFE).- O Governo francês uniu-se hoje às condenações a Israel por aprovar a ampliação de um assentamento judaico em território palestino, decisão que Paris considerou inoportuna e ilegal.

EFE |

"A França condenação o projeto anunciado pelo Ministério de Interior israelense para a construção de 1.600 casas em Jerusalém Oriental", declarou à imprensa um porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores.

O projeto é "totalmente inoportuno" porque coincide com a retomada das conversas de paz indiretas entre israelenses e palestinos. Ao mesmo tempo, é "ilegal", de acordo com o direito internacional.

Neste momento, segundo o porta-voz, "é mais necessário que nunca estabelecer um clima de confiança" para que as partes possam alcançar seu objetivo, o da criação de um "Estado palestino viável, soberano, independente e democrático, que viva em paz ao lado de Israel com fronteiras seguras e reconhecidas".

A decisão do Governo israelense de ampliar a colônia em território palestino "não contribui" para o alcance dessa meta, frisou o porta-voz. EFE pi/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG