França diz ser alentadora decisão chinesa de liberar acesso a alguns sites

Paris, 1 ago (EFE).- A França considerou hoje alentadora a suspensão parcial da censura na internet aos jornalistas que vão cobrir os Jogos Olímpicos de Pequim, e pediu que o acesso aos sites seja mais amplo na China.

EFE |

Um porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores da França disse que é "um sinal alentador" a "suspensão de restrições de acesso a internet" anunciado pelas autoridades chinesas.

"Parece altamente desejável que durante o desenvolvimento dos Jogos Olímpicos se assegure a mais ampla circulação para permitir um êxito do tamanho dos esforços realizados pelas autoridades chinesas" para garantir o sucesso do evento, declarou.

Ele explicou que é de responsabilidade do "Comitê Olímpico Internacional (COI) e do comitê organizador" tornar o acesso dos jornalistas a internet mais amplo.

A China suspendeu hoje parcialmente sua censura à internet e, após as pressões do COI, liberou sites de várias organizações de direitos humanos, embora ainda vete todo conteúdo "sensível", como o relacionado com o Tibete. EFE ac/rb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG