França desmente localização de caixas-pretas

Paris, 23 jun (EFE).- O Escritório de Investigação e Análise (BEA) da França, encarregado de esclarecer o acidente com o voo 447 da Air France, desmentiu a informação do jornal Le Monde de que a Marinha francesa havia detectado um sinal muito fraco das caixas-pretas do Airbus que caiu no Atlântico.

EFE |

Segundo um breve comunicado do BEA, até o momento não foi possível confirmar nenhum sinal emitido pelos dispositivos. A nota diz ainda que todos os ruídos detectados são analisados para que não haja qualquer dúvida e que toda informação será divulgada assim que verificada.

Em declarações à emissora "Europa 1", Philippe Guillemet, comandante do navio francês "Pourquoi Pas", que coordena as buscas relacionadas ao acidente, também disse que é falsa a notícia de que as caixas-pretas foram localizadas.

"Foram detectados sinais acústicos, mas não há nada verificado, infelizmente", afirmou Guillemet, que acrescentou que as investigações e as buscas continuam.

O jornal "Le Monde" publicou hoje, sem citar fontes, que o submarino "Nautile" mergulhou ontem para tentar recuperar as caixas-pretas do voo 447, consideradas essenciais no esclarecimento das causas do acidente.

"As buscas foram dificultadas" pelo relevo da região, onde a profundidade do mar chega a cinco mil metros, escreveu a publicação.

De acordo com o jornal, as caixas-pretas "ainda têm autonomia para oito dias". Depois deste prazo, os dispositivos deixarão de emitir sinais. EFE jaf/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG