Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

França defende que ONU obrigue Mianmar a aceitar ajuda internacional

Paris, 7 mai (EFE).- A França defendeu hoje que o Conselho de Segurança da ONU obrigue as autoridades de Mianmar a aceitarem ajuda internacional para as vítimas do ciclone Nargis.

EFE |

O ministro de Exteriores da França, Bernard Kouchner, afirmou que seu país estuda se, em virtude da "responsabilidade de proteger", pode haver uma resolução das Nações Unidas que "imponha" ao Governo birmanês a chegada da ajuda.

O conceito de "responsabilidade de proteger", aceito pela ONU, permite socorrer a população civil caso as autoridades nacionais não façam isto, embora isto represente uma violação da soberania, declarou.

A responsabilidade de proteger é a tradução do dever de ingerência humanitária, declarou Kouchner, que foi um dos fundadores de ONGs como os Médicos Sem Fronteiras e os Médicos do Mundo.

O ministro de Exteriores disse algumas horas antes, após o Conselho de ministros, que "se existe uma catástrofe na catástrofe, são as autoridades birmanesas".

"O que fazemos é insistir várias vezes para ter acesso", declarou, e disse que há navios franceses, britânicos e indianos com helicópteros diante da foz do rio Irrawaddy, que poderiam chegar à região atingida em algumas horas para levar água, remédios e alimentos para as vítimas do ciclone, mas que a junta militar no poder em Yangun não deu permissão para uma ação.

Centenas de milhares de birmaneses, privados de alimentos, água e alojamento, aguardam ajuda humanitária cinco dias após a passagem do ciclone. EFE al/fal

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG