França: comunicado do G20 pedirá estímulo à economia e novas regras

Os líderes do G20 reunidos em Washington vão concordar neste sábado em estimular a economia mundial e aplicar uma nova regulação do sistema financeiro internacional, além de programar um segundo encontro para abril, anunciou a presidência francesa.

AFP |

Os líderes dos países desenvolvidos e emergentes do G20, que iniciaram a reunião na sexta-feira à noite, devem publicar um comunicado final de cinco páginas ao fim do encontro inédito neste sábado, com o objetivo de conter a pior crise financeira desde a Grande Depressão dos anos 30.

Segundo a presidência francesa será possível fazer um "primeiro balanço" das decisões adotadas na reunião de cúpula até 31 de março.

Uma segunda reunião do G20 será organizada entre 31 de março e 30 de abril de 2009, provalvemente na Grã-Bretanha, de acordo com informação revelada pelo chanceler brasileiro Celso Amorim.

"O comunicado transmitirá mensagens positivas em três capítulos: apoio à economia, nova regulação internacional e reforma do governo mundial".

"Além do comunicado de cinco páginas, há um plano de ação detalhado com uma série de medidas e regras, ordenadas e com objetivos, com uma data fundamental, a de 31 de março de 2009", afirmou uma fonte da presidência francesa.

O comunicado destacará o compromisso dos países para executar esforços simultâneos, recorrendo a políticas orçamentárias e monetárias e apoiando o Fundo Monetário Internacional (FMI) e os bancos de desenvolvimento.

"Não deixaremos nenhum país para trás", insistiu a fonte.

npk/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG