PARIS (Reuters) - A França, que atualmente ocupa a presidência rotativa da União Européia, propôs neste sábado um plano para encerrar os combates na Ossétia do Sul, que inclui o pedido para que as forças de Rússia e Geórgia recuem. O plano pede o restabelecimento da situação que prevalecia anteriormente na área, o que implica o recuo das forças russas e georgianas às posições anteriores, disse o gabinete presidencial em comunicado.

(Reportagem de Tamora Vidaillet)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.