França apoia Brasil em demanda para que ONU analise crise em Honduras

Paris, 24 set (EFE).- A França expressou hoje seu apoio à demanda do Brasil para que o Conselho de Segurança da ONU analise a crise em Honduras e a situação concreta do deposto presidente Manuel Zelaya, refugiado na embaixada brasileira em Tegucigalpa.

EFE |

"Apoiamos a demanda do Brasil para que as questões sobre a inviolabilidade de sua embaixada e a segurança do presidente Zelaya e do pessoal diplomático brasileiro sejam abordadas no Conselho de Segurança", disse uma porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores francês.

Neste sentido, disse, a França participará das "consultas" previstas para amanhã no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi quem formulou a solicitação para convocar uma reunião de emergência do Conselho de Segurança para avaliar a crise hondurenha, um pedido que os Estados Unidos estão avaliando, pois este país que preside atualmente o organismo.

Pelo Governo francês, a porta-voz Christine Fages também disse que "apoiamos os esforços do Brasil, com o qual mantemos uma estreita cooperação, para encontrar uma solução negociada a esta crise".

A inesperada chegada de Zelaya há quatro dias na delegação diplomática do Brasil causou um conflito inédito e difícil de ser resolvido, pois não há uma situação técnica de asilo nem de refúgio, e a embaixada ficou no centro do conflito.

Calcula-se que 100 pessoas, entre parentes e simpatizantes de Zelaya, estão dentro da sede diplomática brasileira. EFE pi/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG