França anuncia medidas para reforçar identidade nacional

PARIS (Reuters) - O governo francês anunciou nesta segunda-feira uma série de medidas para fortalecer a integração e a identidade nacional, o que inclui o hasteamento diário da bandeira do país. O anúncio feito pelo primeiro-ministro François Fillon marca o fim de três meses de um debate nacional, às vezes agressivo, sobre o que significa ser francês, em um momento de forte imigração.

Reuters |

Críticos de todo o espectro político criticaram o processo, alegando que ele divide a nação e alimenta o sentimento anti-islâmico.

Mas Fillon defendeu o debate e disse que uma comissão de especialistas vai se aprofundar no assunto, e que o presidente Nicolas Sarkozy fará um discurso sobre a identidade nacional em abril.

A questão, segundo ele, "se destina a ser debatida em longo prazo, de modo calmo, natural e apartidário, porque não há nada pior que o silêncio."

O governo quer reforçar o ensino da educação cívica e propõe criar uma cerimônia "solene" para quando os imigrantes receberem cidadania francesa. Fillon disse ainda que a declaração de direitos humanos deve ser pendurada em cada sala de aula.

As medidas foram recebidas com inquietação e até raiva pelos 5 milhões de muçulmanos da França.

(Reportagem de Sophie Taylor)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG