Paris, 11 ago (EFE).- O Governo francês anunciou hoje a libertação de quatro voluntários da organização humanitária Ação Contra a Fome (ACF), entre eles dois franceses, sequestrados na Somália em novembro do ano passado.

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, expressou sua satisfação com a notícia e felicitou todos os que tornaram possível que os quatro trabalhadores da ACF estejam em liberdade, afirma o Palácio do Eliseu, em um breve comunicado.

Além disso, acrescenta a nota, Sarkozy aproveitou a ocasião para reafirmar sua "determinação de lutar contra estes atos criminosos" junto a seus parceiros da comunidade internacional.

Os dois voluntários franceses, um búlgaro e outro belga foram sequestrados em 5 de novembro do ano passado na cidade somali de Dhusa Mareb.

Segundo informou então a ACF, foram vítimas de uma emboscada cometida por um grupo de homens armados enquanto iam ao aeroporto para viajar a Nairóbi. EFE pi/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.