França afirma ser contra entrada da Ucrânia e da Geórgia na Otan

Paris, 1 abr (EFE).- O primeiro-ministro da França, François Fillon, disse hoje que seu país se opõe à entrada da Ucrânia e da Geórgia na Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), em declaração feita na véspera da cúpula da Aliança Atlântica em Bucareste, na Romênia.

EFE |

"Somos contra a entrada da Geórgia e da Ucrânia, pois pensamos que não é uma boa resposta ao equilíbrio das relações de poder na Europa e entre Europa e Rússia", declarou Fillon à rádio francesa "France Inter".

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, confirmou hoje em Kiev seu apoio ao ingresso da Geórgia e da Ucrânia na Otan.

A Rússia, por outro lado, advertiu que a eventual adesão da Ucrânia provocaria uma "grave crise" entre Kiev e Moscou.

Um dos temas que está em pauta para ser discutido na reunião em Bucareste e que divide os aliados é a possibilidade de se conceder as ex-repúblicas soviéticas da Ucrânia e da Geórgia o estatuto de candidato ao ingresso na Aliança.

A França tem "uma posição diferente a dos EUA sobre o tema", disse o primeiro-ministro francês. EFE ao/rr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG