França adverte rebeldes chadianos contra ação militar no Chade

Paris, 14 jun (EFE).- A França fez hoje uma advertência aos rebeldes do Chade contra qualquer ação militar, depois que estes anunciaram que lançaram uma ofensiva no leste do país africano.

EFE |

"Toda ação armada contra o Chade e suas instituições só pode ser condenada pela França e pela comunidade internacional", assinalou o Ministério de Exteriores da França em comunicado.

"Convocamos todos os envolvidos para encontrar uma solução política, em particular no auge dos acordos de Dacar e Sirta", acrescentou o Ministério francês, que continua dando "muita atenção" à situação no leste do Chade.

Os rebeldes chadianos afirmam que lançaram uma ofensiva esta semana e que estão a caminho da capital, N'djamena.

O Governo chadiano, que acusa seu vizinho Sudão de apoiar os rebeldes, nega que haja movimentos de tropas insurgentes.

Até o momento, segundo fontes militares ocidentais, não foram detectados grupos rebeldes em movimento.

Na quinta-feira, um helicóptero chadiano que havia saído de Abéché, no leste do país, e ia para o sudeste, foi atingido por tiros antiaéreos, mas conseguiu voltar a seu ponto de partida.

Em fevereiro passado, o presidente chadiano, Idriss Déby, e o Exército conseguiram repelir uma ofensiva rebelde com o apoio indireto de forças francesas desdobradas no país.

Além disso, as tropas francesas constituem o grosso da missão européia Eufor que atua no leste do Chade e no nordeste da vizinha República Centro-Africana e que tem como objetivo proteger os refugiados da província sudanesa de Darfur e os deslocados internos.

EFE al/fj/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG