Fragmentos de satélite passam pela ISS sem provocar incidentes

Washington, 12 mar (EFE).- Os fragmentos de um satélite inativo, cuja proximidade da Estação Espacial Internacional (ISS) forçaram a tripulação se refugiar, passaram pelo complexo sem se chocar contra ele, informou a Nasa.

EFE |

Os tripulantes, que tinham se refugiado na cápsula russa Soyuz, poderão retornar à ISS para continuar com suas operações.

A Nasa informou que a aproximação foi detectada tarde demais para coordenar uma manobra de evasão.

Os tripulantes da ISS entraram na cápsula russa - que permanece atracada ao posto orbital como nave de retirada de emergência - e fecharam as comportas diante da possibilidade de que os fragmentos atingissem a estação espacial.

A ISS, um projeto de US$ 100 bilhões, orbita a 385 quilômetros da Terra e a mais de 27 mil km/h.

Segundo a Nasa, o fechamento das comportas forneceu mais proteção aos tripulantes, e permitiria que partissem rapidamente da ISS no "caso pouco provável" de que os resíduos atingissem a estação e causassem uma perda de pressão.

Após verificar que o perigo tinha passado, os tripulantes saíram da Soyuz e retornaram à Estação Espacial Internacional.

Durante a permanência dos astronautas na Soyuz, a ISS ficou em configuração de operação automática, incluindo o fechamento de várias comportas internas. EFE jab/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG