Fragata francesa resgatou 24 corpos de avião em 2 dias

Paris, 10 jun (EFE).- A fragata francesa Ventôse resgatou em dois dias 24 corpos de ocupantes do avião que se acidentou no Oceano Atlântico, quando viajava entre Rio de Janeiro e Paris com 228 pessoas a bordo, informou hoje o Ministério da Defesa francês.

EFE |

Estes cadáveres foram recuperados na segunda-feira e na terça-feira passadas, afirmou o ministério, em comunicado, no qual disse que também foram retirados cerca de 100 destroços do aparelho.

Junto com dois aviões de patrulha marítima do tipo "Atlantique 2" e o de vigilância marítima "Falcon 50", a "Ventôse" - equipada com um helicóptero - era até hoje o dispositivo francês de buscas de restos do avião e cadáveres, com cerca de 400 militares.

Desde esta manhã, o submarino nuclear "Émeraude" trabalha na área com o objetivo de procurar as caixas-pretas do aparelho, acrescentou a fonte.

Além disso, o navio de projeção e comando "Mistral" chegará ao longo do dia à área.

O Ministério da Defesa afirmou que os aviões estão encarregados de avistar os cadáveres e os destroços, enquanto os navios fazem o resgate, com a ajuda de submarinistas e de embarcações leves.

Os corpos são posteriormente entregues à Marinha brasileira, que os transfere a Fernando de Noronha.

A França enviou também o navio científico "Pourquoi Pas", equipado com submarinos especializados na busca em grandes profundidades.

Calcula-se que as caixas-pretas do avião, que podem jogar luz às causas do acidente, podem estar a cerca de 6 mil metros abaixo do nível do mar.

Além do "Émeraude", estão sendo utilizados recursos de escuta emprestados pelos Estados Unidos.

As caixas-pretas têm dispositivos que emitem um sinal durante um mês para facilitar a busca. EFE lmpg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG