Fracassa missão de satélite para monitorar gases do efeito estufa

O módulo que transportava um satélite para monitorar as emissões globais de dióxido de carbono, gás responsável pelo efeito estufa, falhou ao não conseguir separar-se do foguete que o impulsionava ao espaço pouco depois do lançamento nesta terça-feira, anunciou a Nasa.

AFP |

"Ao que parece houve problemas com a separação e o satélite não alcançou sua órbita", afirmou o apresentado do canal de TV da Nasa, George Diller.

"Ainda estamos avaliano o status da posição e o estado exato do aparelho aeroespacial". "Não tivemos um lançamento de sucesso esta noite", completou.

Depois de alguns minutos de voo, os diretores de lançamento declararam uma contingência quando os propulsores falharam na separação do módulo de satélite.

O satélite foi lançado na base Vandenberg da Força Aérea, na Califórnia, às 1H55 (6H55 de Brasília) a bordo de um foguete Taurus XL.

A missão do Observatório Orbital de Carbono (OCO, na sigla em inglês) era a de fazer um mapeamento da distribuição global de dióxido de carbono e estudar como esta muda ao longo do tempo.

Este era o primeiro satélite lançado pela Nasa para estudar o dióxido de carbono. Em janeiro, o Japão lançou um satélite com uma missão similar.

O dióxido de carbono encabeça a lista de gases de efeito estufa produzido por humanos, que provocam o aquecimento global.

Leia mais sobre: efeito estufa

    Leia tudo sobre: satélite

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG