Fracassa ação americana no Iêmen contra líder da Al-Qaeda

Chefe da rede terrorista escapa de um míssil lançado por avião sem piloto. Dois militantes morreram

iG São Paulo |

O imã radical Anwar Al-Aulaqi escapou, nesta sexta-feira, de um ataque realizado por um avião americano não tripulado, em ação no sul do Iêmen. O míssil disparado matou dois homens na província de Shabwa que, segundo testemunhas, seriam militantes da Al-Qaeda.

De descendência iemenita, Anwar Al-Aulaqi é considerado o chefe da Al-Qaeda na Península Arábe e uma ameaça aos Estados Unidos na região. Autoridades americanas afirmam que Anwar Al-Aulaqi teria ajudado a recrutar o nigeriano acusado de tentar explodir o avião que rumava para Detroit em dezembro de 2009. Depois do ataque fracassado, o presidente Barack Obama tomou a decisão extraordinária de autorizar a CIA a matar Awlaki. Logo depois, ele sobreviveu a um bombardeio no sul do Iêmen.

Atualmente, Awlaki estaria se escondendo na região montanhosa de Shabwa e Marib, no Iêmen, sob a proteção da grande e poderosa tribo Awalik, à qual pertence. Sua família diz que ele não é um terrorista.

Com AFP

    Leia tudo sobre: iêmenal-qaedaataqueeua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG