Fouad Siniora e Amre Mousa tentam tirar o Líbano de crise presidencial

Cairo, 7 abr (EFE).- O primeiro-ministro libanês, Fouad Siniora, discutiu hoje com o secretário-geral da Liga Árabe, Amre Moussa, uma forma de tirar seu país do vácuo presidencial que enfrenta atualmente.

EFE |

Siniora chegou ontem ao Cairo no começo de uma viagem pela região que também o levará à Arábia Saudita, um de seus aliados mais firmes.

"Abordamos os esforços que estão sendo realizados para resolver a crise libanesa e os futuros contatos neste sentido com a Síria, Arábia Saudita e Egito, assim como com outros Estados árabes", declarou Moussa em comunicado divulgado pela Liga Árabe.

Moussa afirmou que a missão imediata de sua organização é encontrar a forma de " colocar as relações sírio-libanesas no caminho correto".

O diplomata egípcio disse que não recebeu um pedido do Líbano para reunir a Liga Árabe em caráter de emergência para abordar o vácuo presidencial existente em seu país, que está sem chefe de Estado desde que Emil Lahoud deixou o cargo em novembro do ano passado após o final de seu mandato.

Por outro lado, Siniora afirmou que seu Governo quer que todos os Estados árabes desempenhem um papel em diminuir a crise em seu país e disse que defende "relações excelentes e elimina a tensão nestas relações".

O Governo de Siniora boicotou a cúpula árabe realizada no mês passado em Damasco e não enviou nenhum representante à reunião. EFE nq/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG