Fotógrafo de moda retrata refugiados no Congo

O fotógrafo de moda britânico John Rankin, acostumado a fotografar celebridades como a modelo Kate Moss e a cantora Britney Spears, mirou suas lentes no drama de um campo de refugiados da República Democrática do Congo, na África. Rankin viajou até o campo de Mugunga, perto da fronteira com Ruanda, onde procurou retratar a beleza e espírito de pessoas que fogem da violência que assola o país.

BBC Brasil |

O resultado do trabalho do fotógrafo deu origem à mostra Rir um pouco, que será aberta nesta terça-feira em Londres.

A mostra faz parte de um projeto da Oxfam - uma organização não-governamental dedicada a combater a pobreza no mundo -, que tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a situação do país africano.

Rankin diz ter usado o mesmo estilo que usa nas passarelas par fotografar os refugiados.

"Eu acredito que estamos ficando anestesiados com as fotos tradicionais que temos de vítimas do conflito", disse Rankin.

"Ao aplicar o mesmo estilo que uso quando fotografo as celebridades, eu tentei ir além do clichê e mostrar o lado humano do conflito."
Cerca de 17 mil pessoas moram atualmente no campo de Mugunga.

"É incrível como não sabemos nada sobre a situação no Congo", disse Rankin. "O nível de sofrimento ali é terrível, mas dificilmente vira notícia. Eu ouvi tristes histórias de meninas que são estupradas e pessoas que deixam suas casas para escapar dos ataques."
Após fotografar dezenas de refugiados, Rankin pendurou as fotos em um varal, exibindo-as em praça pública.

"A reação das pessoas foi impressionante", lembrou ele. "Quem não foi fotografado fez fila e pediu para eu continuar fotografando."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG