A série Aqueous, do fotógrafo britânico Mark Mawson, remete o espectador a um ambiente liquefeito, onde se destacam formas como alienígenas, águas-vivas, fetos. O artista diz que iniciou a série inspirado em fotos de tinta em água.

"Ainda que fossem bonitas, achei que faltava algo", disse o artista à BBC Brasil. "Achei que podia criar algo diferente." Mawson diz que a foto de que mais gosta retrata gotas brancas, "simples", caindo na água escura.

Mawson diz que utilizou diferentes soluções de tinta para chegar àquelas que melhor funcionavam esteticamente. Ele também usou diferentes soluções de glicerina e água para alcançar diferentes resultados. "Eu queria algo que criasse formas orgânicas, com corpo."
O divertido de 'Aqueous', diz Mawson, é que os espectadores podem ver nas fotos "coisas diferentes, como águas-vivas, criaturas alienígenas, dançarinas, homens velhos e até Jimi Hendrix tocando fogo na sua guitarra, em uma das fotos amarelo e vermelho".

Durante as fotos, o artista tem de ser rápido, porque as formas não duram mais que poucos segundos, e o momento ideal, às vezes nem isso. "É um processo trabalhoso, mas vale a pena quando se vê as imagens", comenta.

Mark Mawson começou sua carreira no fotojornalismo e foi ampliando seu espectro ao longo dos anos. "Trabalho com uma mistura de objetos, desde moda e retratos de celebridades até paisagens esquisitas", conta.

Hoje morando em Sydney, na Austrália, o fotógrafo britânico tem se especializado em fotos subaquáticas de pessoas e de moda. Sua série 'Underwater' retrata modelos debaixo d'água.

Ele diz que gostou de trabalhar com o abstracionismo de 'Aqueous' e que pretende retomar os experimentos usando tinta e água. "Vamos ver no que dá!"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.