Fósseis encontrados na China sugerem que dinossauros primitivos teriam penas

A descoberta por parte de cientistas chineses de um fóssil dotado, aparentemente, de penas põe em xeque os atuais conhecimentos sobre a genealogia dos dinossauros, revela um estudo divulgado nesta quarta-feira.

AFP |

O Tianyulong Confuciusi, que viveu entre 144 e 99 milhões de anos e cujos fósseis foram encontrados no nordeste da China, pertence à grande ramificação dos dinossauros herbívoros, como o tricerátope e o estegossauro.

Com apenas 70 centímetros de comprimento, o Tianyulong faz parte da ordem dos ornitísquios, enquanto que todos os dinossauros dotados de penas, ou de protopenas conhecidos pertenciam, até hoje, à dos saurísquios.

Nos últimos anos, vários fósseis de dinossauros com penas foram encontrados na China, o que significou uma reviravolta nas concepções sobre o surgimento das penas e do vôo, antes do Archaeopteryx e dos pássaros.

O Caudipteryx, o Microraptor e o Gigantoraptor, um monstro de 5 metros de altura, pertencem ao grupo Maniraptora, no qual também estão incluídos os pássaros.

A descoberta divulgada esta semana na revista "Nature", por Xiao-Ting Zheng e sua equipe, situa a origem das penas em um período bem mais distante na árvore da evolução e coloca a possibilidade de sua existência entre os dinossauros mais primitivos.

Essas penas podem ter desaparecido da maioria das espécies desses animais, cuja pele era feita de escamas, como a das cobras, e ter-se mantido em alguns outros.

Antes de rever a superordem dos dinossauros, será necessário, porém, ter certeza de que os longos filamentos encontrados no Tianyulong Confuciusi são epidérmicos, como as penas dos pássaros, e não fibras estruturais internas, destaca um comentário publicado pela "Nature".

A presença, no fóssil do Tianyulong, de "estruturas epidérmicas, filamentosas e parecidas com penas pode significar que o dinossauro ancestral era um animal penugento", afirmou Lawrence Witmer, autor do comentário.

boc/tt/sd

    Leia tudo sobre: dinossauro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG