São Paulo, 29 set (EFE).- O Fórum Social Mundial voltará, em sua décima edição, a Porto Alegre em 2010, informaram hoje os organizadores.

O evento acontecerá entre 25 e 29 de janeiro, mesmo período do Fórum Econômico Mundial de Davos (Suíça), o que é considerado um contraponto, como anunciaram os impulsores da reunião em coletiva de imprensa.

A organização convidoua as presidentas do Chile, Michelle Bachelet, e da Argentina, Cristina Kirchner, para participar de um dos debates, embora ainda haja confirmação.

Os congressos do Fórum Social Mundial estarão abertos à participação de outros políticos latino-americanos, embora Oded Grajew, um dos organizadores, tenha frisado que quer gente para "discutir propostas e não para fazer campanha" O Fórum Social voltará a ter no centro de seus debates a crise econômica e os problemas gerados pelo modelo capitalista. Em sua décima edição, organizará debates para analisar a história do encontro, o contexto do movimento no cenário mundial e as conquistas dessa década.

Em seus três primeiras edições, o Fórum aconteceu em Porto Alegre, e depois, em 2004, foi a Mumbai (Índia) para retornar à cidade brasileira em 2005.

Em 2006, a organização se dividiu entre Bamaco (Mali), Caracas (Venezuela) e Karachi (Paquistão), em sua primeira edição descentralizada.

Em 2007, ocorreu em Nairóbi (Quênia) e, em 2008, foi substituída por um "Dia de Ação Global", celebrado e, 26 de janeiro.

Este ano retornou ao Brasil, à cidade de Belém, onde houve a presença do presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e de outros líderes como o da Venezuela, Hugo Chávez. EFE mp/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.