A Suíça devolverá a fortuna do ex-ditador haitiano Jean-Claude Duvalier, mais conhecido como Baby Doc, ao Haiti para que seja utilizado em projetos de desenvolvimento, anunciaram as autoridades de Genebra.

Depois de rejeitar mais de 20 anos de ações legais por parte da família Duvalier, a justiça suíça considerou que "os titulares das contas não conseguiram demonstrar a origem legal do capital, de sete milhões de francos suíços" (seis milhões de dólares).

Baby Doc, filho do também ditador François Duvalier (Papa Doc), e seus seguidores foram acusados de ter roubado centenas de milhões de dólares de dinheiro público durante 15 anos no poder.

O dinheiro permaneceu congelado em contas bancárias na Suíça desde que foi bloqueado a pedido do governo do Haiti após a queda de Baby Doc em 1986.

No entanto, a família Duvalier tem prazo de 30 dias para recorrer ao Supremo Tribunal da Suíça.

A justiça suíça determinou que o dinheiro deve ser utilizado em projetos sociais ou humanitários em benefício do povo do Haiti, com a supervisão do ministério das Relações Exteriores.

pac/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.